quinta-feira, 16 de julho de 2009

Sobremesa - Bárbara Leite / Indecisão

Bem... a cada dia que se passa chego a conclusão de que meu blog é muito calórico ... só tem sobremesa... hehehe...

Enfim, há algum tempo que não escrevo nada, não creio que seja por falta de tempo (já que estou de férias.. hehe), mas porque ainda não tenha assumido uma postura de Blogueira ... xD

Chega de conversa né! Lá vai mais uma sobremesa!

Este video é de uma amiga com quem tive o prazer de tocar alguns "Chorinhos" na faculdade!
Que saudades do cê menina! :)

Pra quem gosta de MPB ... Ela é fera mesmo... querem conferir?

Degustem!!

sábado, 13 de junho de 2009

Curiosidades - Mas que "Tiorba" é essa?

Fazendo uma pausa na nossa discussão a respeito do Silêncio, trago mais uma curiosidade para vocês!

Hoje, enquanto lia, vi uma referência a um instrumento musical pouco conhecido entre as pessoas (inclusive entre alguns músicos): a Tiorba ou Teorba.

A Tiorba é um instrumento de cordas dedilhadas, que se desenvolveu no final do séc. XVI. Para saber mais sobre o instrumento, basta clicar nos nomes acima.

Não me sinto muito qualificada para falar do instrumento com propriedade, mas admito que este possui um timbre arrebatador, que me encanta profundamente! =D

Para que possam se deleitar, segue abaixo o video do Teorbista e amigo (virtual), Cristian Gutiérrez.

Degustem! :)

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Sobremesa - John Cage / 4'33"

Obaaa! Mais uma sobremesa! :)

Como estamos falando do silêncio, nada mais pertinente do que assistir ao video da peça 4 Minutes 33 Seconds do compositor John Cage!

Sugestão: Coloquem o volume no máximo! ... hehehe..

Quem não entender o propósito da peça.. leia os comentários presentes aqui!

Dúvidas!? Estarei a disposição para esclarecer.. dentro do que sei.. obviamente! :)

Agradeço ao Guilherme Carvalho (Guiii) por me lembrar da mesma!

Degustem!!! =D




Educação Musical - O Silêncio Existe? - Parte II

Engraçado como só depois de publicarmos uma mensagem, outras idéias surgem na cabeça e, junto com elas, o sentimento de que deixamos de falar alguma coisa de importante! =D

Bem, dando continuidade ao post anterior, queria acrescentar algo que ficou me intrigando enquanto tentava dormir. Disse anteriormente que hoje se produz muito som, mas as pessoas tem ouvido pouco. Bem, não podemos generalizar, não é verdade!? E isso se aplica a tudo na nossa vida.

Uai... como assim? Se decide Carol! Se há tantos produtores (de som), como não temos ouvido? E como ouviremos se não produzirmos?

Sim, sim. Isso é bem óbvio! Mas será possível que estando imersos em um ambiente tão sonoro, ainda sejamos capazes de não ouvir? Talvez a questão aqui nem seja a falta de audição, mas o que os nossos ouvidos ouvem?

Se quero degustar um novo tempero (hum... que coisa boa!), só preciso abrir a boca! Agora o contrário também acontece, se não quero saber o gosto de Polvo (ainda não tive coragem de comer...hehe) basta-me fechar os lábios! Com os nossos olhos ocorre o mesmo. Abro os olhos para ver, e fecho para o que não quero!

Entretanto, não é assim com os nossos ouvidos.. eles estão aí.. "abertos", e durante o dia ouvimos de tudo. Ao mesmo tempo que se ouve de tudo, há muito ainda para se ouvir! Como temos ouvido? O que temos ouvido? Somos críticos a ponto de sabermos escolher o que ouvir, ou ouvimos tudo o que está no ar?

Acho que quanto mais indagações faço, menos sei o que dizer! Chego a conclusão de que é melhor não dizer nada, só queria ouvir este silêncio que tanto procuro!

Desculpem-me pela confusão das palavras! =/

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Educação Musical - O Silêncio Existe?

Que maravilha! Estou conseguindo organizar as idéias! :)

Muito bem! Começamos nossa categoria Educação Musical dizendo que música é um fenômeno sonoro!

Ok ok ... mas... cadê o SILÊNCIO?

Este fenômeno nada mais é do que a organização do som e do silêncio dentro do tempo. Todavia gostaria de chamar a atenção para a questão do silêncio!

Todos nós (acredito eu) já ouvimos a famosa lei de Newton (desculpe mas não recordo qual das três era...hehe... a propósito... é dele mesmo? =P) que diz assim:

"Dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço ao mesmo tempo."

(Rodapé.. me corrija por favor... hehe.. física é com você!)

Caroool... tá ficando maluca? ... hehehe... andei pensando nisso estes dias! E isso realmente se aplica a música! Ou teremos som, ou teremos silêncio!

Porém, proponho aos queridos leitores a seguinte atividade:

- Pare por alguns minutos!
- Não fale nada!
- Ouça o som do ambiente!
- Ouça os sons que você mesmo produz sem falar!
- Escreva-os!
- Enfim... procure o silêncio!
- Conseguiu encontrá-lo?

No meu entendimento, quanto mais procuro por este silêncio, mais utópico ele se torna para mim! Talvez já estejam se perguntando:

"Por que toda vez que ela se refere ao silêncio, ele aparece em negrito e itálico?"

Bem, é mesmo uma tentativa de levá-los a uma reflexão. Hoje se produz muito som! De todo jeito! Ao nosso redor o som está presente o tempo todo, e as pessoas estão, de certa forma, tão alienadas (ops... calma Carol .. sem polêmica! .. hehe), que já não ouvem!

Provavelmente, as gerações futuras serão aquelas que só produzirão, mas onde estarão os receptores que também podem produzir!? Se tiver apenas produtores, não haverá diálogo! Seja este verbal ou musical! =/

Êita... vou parar por aqui.. já estou especulando demais!

Fica a dica: Ouçam mais!!!

Até a próxima!

terça-feira, 9 de junho de 2009

Sobremesa - Andy McKee / Guitar Drifting

Decidi criar uma categoria intitulada Sobremesa!

Uai.. a sobremesa vem sempre depois das refeições principais, não é verdade? E, nutricionalmente falando, é recomendado o consumo de pequenas porções. =P

Bom, no nosso caso, o intuito desta categoria será o de divulgar pequenos videos do youtube. Videos que eu acho interessante e que creio que seria legal compartilhar com vocês.

Na música, novas técnicas tem surgido para a execução dos instrumentos. Estas possibilitam efeitos sonoros, talvez, não explorados antes.

Para iniciar, segue video do violonista Andy Mckee - Guitar Drifting

Dedico este video ao violonista e amigo do coração, Rafael Takaichi Katahira. (Saudades :D)

Ops... tenho que agradecer ao amigo blogueiro Gabriel Ueda, que tem dado uma força nas horas de aperto!

Domo arigatou gozaimasu! :)


quinta-feira, 4 de junho de 2009

Educação Musical - Afinal, o que é Música?

Uff... pensei que não conseguiria postar mais nada, além da apresentação!

Verdade que ainda não encontrei um formato para organizar os assuntos, mas creio que com o tempo irei amadurecendo, e já já nosso banquete terá um Menu maravilhoso! Assim espero :)

Sem mais delongas, criei a categoria Educação Musical. Para iniciá-la lancei a seguinte pergunta: Afinal, o que é Música?

Mais do que ficar especulando sobre definições, porque há quem diga que música é uma arte por meio da qual os afetos da alma são manifestos, vamos pura e simplesmente considerá-la como um Fenômeno Sonoro que ocorre num fluxo do tempo.

Uai Carol, mas podemos expressar (ou pelo menos ter a intenção) estes afetos da alma através da música, não é verdade? Sim! Inclusive existe a Teoria dos Afetos, que nos orientam na área da performance. Mas, pense um pouco. E a música que não expressa nada do que sinto, não toca no meu interior e não se relaciona comigo? Deixa de ser música por isso? Certamente que não!

Claro que não vamos ser hipócritas ao ponto de dizer: "Gosto de tudo!" porém, se tiver algum leitor aqui que se encaixe nesse perfil, perdoe-me, mas acredito que sempre haverá algo de que gostamos mais! Todavia, também não posso dizer: "Não gosto disso!" sem mesmo antes me perguntar o porquê. Afinal, é necessário ter argumentos pois, "Porque não!" nunca foi uma boa resposta.

Voltando à concepção de música como um fenômeno sonoro, para que este ocorra, é necessária a presença de dois agentes: um produtor e um receptor, que possibitarão um "Diálogo Musical", uma vez que entendemos que a Música é uma Linguagem e se apropria de códigos específicos a ela.

Pois bem, uma vez que somos inseridos neste universo, aprendemos a decodificar esta linguagem. Podemos de certa forma romper com o mito: "Música para os talentosos". Afinal, ela é passível de ser aprendida, vivenciada por todos.

Tenho tentado aprender o idioma japonês (a propósito recomendo o blog Nihongo Naraê do meu amigo Gabriel Ueda), já pensou se existisse o mito: "Japonês para os talentosos" ... hehe.. o que seria de mim, hein Ueda Kun? Estaria perdida! =P

Por hoje ficamos aqui!

domingo, 26 de abril de 2009

Suite X do Banchetto Musicale

Bem pessoal, como disse anteriormente, procurei alguma suite do Banquetto Musicale para exemplificar!!

Encontrei a Suite nº 10, interpretada por um grupo de flautas doce lá de Portugal, chamado A Imagem da Melancolia.

Sim, aquilo tudo é flauta doce, inclusive o "Flautão" que está tampando o rosto do flautista que está no centro ... hahahaha.... em outro momento falarei sobre essas e outras flautas, aguardem!

Segue abaixo o vídeo. Espero que vocês apreciem, ou melhor, degustem! Já que estamos falando de um banquete!!

Abraços!

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Curiosidades - Banchetto Musicale

Muito bem! Já sabemos à que se pretende este blog.

Mas de onde veio este nome?

Banchetto Musicale, no original, é uma obra do primeiro período Barroco (de acordo com GROUT, PALISCA) do compositor alemão Johann Hermann Schein, que foi publicado em Leipzig em 1617.

O Banchetto era composto de vinte Suites em cinco partes. Grout e Palisca afirmam que estas danças eram "(...) digna, aristocrática, vigorosamente rítimica e melodicamente inventiva (...)" (p. 351)

Hum.. vou procurá-las para poder exemplificar!!

Enfim... assim como o Banchetto Musicale era constituido de tantas danças (rápidas, lentas...), não achei nome mais apropriado do que este!

O vocês acham?

Abraços!

Referência: GROUT, Donald J.; PALISCA, Claude V. História da música ocidental. Gradativa: Lisboa, 1997.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Apresentação!

Como diz um amigo meu:

"- Para mim, num banquete tem que ter strogonoff!"

Então vamos juntos imaginar aquele banquete perfeito: Strogonoff, lasanha, carnes diversas, QUEIJO.. (só ele já daria um banquete para mim...hehe), saladas (sim, elas são ótimas e necessárias para saúde) .... opa, já ia me esquecendo das sobremesas... tem que ter muito Doce! (chocolate por favor!! Um doce de Leite também cai bem) ... É, esse meu banquete está muito calórico e também estão faltando muitos pratos!!

Mas... meu... o que tem haver isso tudo com música?

Vejamos então:

O que caracteriza um Banquete? ... tá na ponta da língua..
Isso mesmo: A DIVERSIDADE!

Há pouco disse que apenas o QUEIJO constituiria um banquete para mim! Mas vamos pensar nos vários tipos de queijo que existem! (sim eu gosto de ricota, parmezão e o meu preferido: Queijo Minas Canastra! Perfeito)

Tomando a palavra DIVERSIDADE como o nosso leme, percebemos que na música não é diferente!!

Quantos estilos musicais existem? Como essa música é apropriada pelas pessoas? Como está o cenário musical na atualidade? (Tanto no âmbito da Educação, como no da Performance!)

Enfim... estas e outras questões, assim como curiosidades, serão degustadas neste Banquete!!